Últimas Postagens

Aprenda a Perdoar

By 17:11


Em Mateus 18: 23, Jesus diz que o Reino dos Céus é como um rei que tinha muitos servos e decidiu que todos deveriam prestar contas. Chegará um momento em que todos nós prestaremos conta: o que você fez com sua vida, você prestará contas a Deus, que a deu para você. Nenhum de nós se fez ou auto-existiu, Deus deu o dom da vida.

Aquele servo devia dez mil talentos. Um denário valia seis mil talentos, então a dívida dele era de sessenta milhões de denários, sendo que o um denário era o pagamento de um dia de trabalho. A dívida desse homem era impagável e assim também é a nossa dívida com Deus, pois o salário do pecado é a morte, todos nós morreríamos.

O servo pediu clemência, perdão, dizendo que pagaria depois, mas o rei sabia que não receberia de volta o que emprestou. O rei se compadeceu e perdoou a dívida daquele homem. Até hoje, Deus é assim, ele se compadece e perdoa nossas dívidas, nossos erros e pecados, quando pedimos a ajuda e o perdão de Deus.

Saindo da presença do rei, aquele servo se encontrou com um conservo que lhe devia cem denários. Equivalente a três meses de trabalho, pouco mais. Aquele servo que saiu da presença do rei não agiu como o rei, mas agarrou o devedor pelo colarinho, sufocando e pedindo que fosse pago.

Quando Deus nos perdoa, Deus nos dá exemplo de como perdoar. A dívida do servo era impagável, mas a dívida do conservo era pagável. O servo não quis perdoar o conservo e o lançou na prisão até que saudasse a dívida. Deus perdoou o servo, mas ele não perdoou.
Os companheiros dele, ao verem o que o servo fez, foram ao rei e contaram o que ele fez. Eles ficaram muito tristes porque viram que o amigo tinha sido perdoado de uma dívida impagável e, por uma dívida irrisória, lançou o outro na prisão. 

Não há como escapar da justiça de Deus, Deus sabe de tudo. O rei chamou aquele servo de pessoa malvada, deixou claro que perdoou toda a dívida só porque o servo suplicou. Conosco, é igual, indiferente do tamanho do pecado, suplique a Deus, porque o sangue de Jesus é poderoso para limpar e anular qualquer pecado. Aquele rei não precisava dar satisfação ao servo pela punição que daria, mas Deus faz questão de mostrar o motivo da condenação.

O rei mandou entregar o servo então nas mãos do carrasco até que pagasse toda a dívida, ou seja, até a morte, porque o valor é impossível de ser pago. Hoje, Deus está perdoando as nossas dívidas, nossos pecados e, ao fazer isso, Ele espera que nós perdoemos aos outros que nos deverem. A maior dívida é a nossa para com Deus.

Perdoar o seu próximo, aquele que te ofende ou te deve é possível sim e Deus espera que façamos isso. Requer esforço, mas se queremos o perdão de Deus, salvação e vida eterna, temos de aprender a perdoar. Do contrário, seremos entregues nas mãos dos carrascos.

Essa é uma promessa, isso vai acontecer. Não será diferente conosco. Por isso, precisamos agir como Deus nos pede, perdoando, para sermos perdoados. E esse perdão precisa ser do íntimo. É perdoar de coração. Você precisa exercitar o perdão, pois quanto mais você perdoar, mais fácil será de continuar a dar perdão. Esquecer não é perdoar. Você precisa se livrar do mal de não perdoar.

Bispo Jorge
Igreja Mundial do Poder de Deus

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!