Últimas Postagens

Ex-traficante se torna pastor e evangeliza em Manaus

By 11:30


Alexandre Cardoso de Oliveira, hoje aos 36 anos, vive sua vida como pastor e evangeliza jovens ajudando-os a sair do mundo do tráfico de drogas. Sua história de vida, por quase 10 anos, também foi no mundo do crime.

Residente em Manaus, capital do Amazonas, Alexandre conheceu as drogas aos 14 anos de idade. Consumiu maconha, pasta e cocaína por um ano, até que foi convidado a traficar substâncias e, mais tarde, formou um beco do crime.

“Eu vivia em um quartinho pequeno e sujo, ganhava dinheiro rápido, mas da mesma forma ele ia embora. Tive meu quarto invadido várias vezes por rivais do tráfico”, relembrou Alexandre, em entrevista ao A Crítica.

O pastor conta que o tráfico, nos dias de hoje, é mais violento por sua relação aos homicídios. “Quando alguém estava devendo a boca, o máximo que a gente fazia era dar uns tapas. Não existia esse negócio de sair matando. A gente nem mesmo tinha armas”.

Alexandre afirmou que conheceu o cristianismo por meio de um perigoso traficante que era seu amigo. “Ele entrou na boca onde eu vendia e começou a dar o testemunho dele, leu a palavra para mim e nesse momento percebi que poderia ter uma vida diferente”.

“Comecei a frequentar a igreja e consegui deixar o mundo do crime. Desde lá dedico minha vida em estudar a palavra do Senhor e pregar em locais de tráfico e prostituição”, contou.

Ele conta que perdeu familiares, conhecidos e todos os seus antigos amigos da vida do crime. Seu sobrinho, de 21 anos, foi executado com cinco tiros na cabeça há cerca de uma semana no beco que Alexandre, no passado, ajudou a construir. Mesmo assim, Alexandre já salvou cerca de três pessoas do mundo do crime.

Um dos casos é Vilmar Pedrosa de Souza Junior, que hoje tem 24 anos e esteve no crime desde a adolescência. “Eu era o traficante de frente da rua. Escapei de morrer várias vezes por ter dívidas com os traficantes maiores”, disse.

Fonte: Gospel Prime

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!