Últimas Postagens

Ande com Deus, ande na luz

By 18:35


Quem é que gosta de ir ao cemitério? Normalmente, as pessoas vão ao cemitério por necessidade, quando morre um parente, um amigo, um ente querido e, no velório, você vai para mostrar solidariedade aos amigos e família, lamentar, prantear, mas ninguém em sã consciência marca um passeio no cemitério, é algo meio mórbido. Cemitério não é um lugar de alegrias, mas de tristezas e dor.

Marcos 5: 1 nos fala que o homem vivia no cemitério e havia espíritos malignos que o impeliam a ficar vivendo no cemitério, um lugar de morte. O diabo veio para matar, roubar e destruir e o cemitério é um lugar propício para ele, porque a maioria dos corpos que estão ali morreram na doença, na miséria, nos vícios, não terminando bem sua história.

Nem com cadeias e grilhões, conseguiam prender aquele homem. Ninguém conseguia subjugar aquele homem e não era pela força dele, mas por estar possesso pelas forças do mal que o dominavam. O diabo atua na vida das pessoas de tal maneira que as perturba e elas se ferem sozinhas, se machucam e se maltratam.

Quando aqueles demônios encontraram a Jesus, veja que interessante, eles O adoraram e pediram por Deus para não serem atormentados. Por mais podres e sujos que os demônios sejam, precisam reconhecer a divindade de Jesus. Ao encontrar a presença de Jesus, os demônios sentem a luz por serem trevas e, enquanto estamos na presença de Deus, os demônios também fogem de nós. É necessário andar com Deus para estar nessa luz.

Assim como aquele homem, muitos têm mais de um demônio na vida delas, pessoas usadas para fazer o mal contra muita gente. Aqueles demônios pediram para Jesus para entrar no corpo dos porcos e Ele permitiu. Eles, que eram uma manada de mais de dois mil porcos, ficaram tão enlouquecidos que pularam um desfiladeiro, rumo ao mar. Todos eles estavam no corpo de um homem só. Os porcos não aguentaram o peso dos demônios como o homem.
O homem foi feito à imagem e semelhança de Deus. Nossa diferença aos animais é muito grande, mesmo sendo muitos porcos, em questão de segundos, eles se jogaram rumo ao mar. 

Aquele homem andava nu, fora de si e, quando encontraram aquele homem, que avisaram o que aconteceu com o homem e os porcos, para o espanto deles, aquele endemoninhado, homem perigoso que todos tinham medo, estava aos pés de Jesus e eles temeram. Aqueles homens deveriam ficar contentes, pois o homem, que era agressivo, estava em juízo perfeito, com Jesus. Deveriam se alegrar, mas não.

Eles deviam é convidar a Jesus, mas pediram que Ele fosse embora, por libertar uma alma, operar um milagre extraordinário e fez uma obra grande, mas o medo atrapalha. Muito do medo vem de quem não conhece e, por medo, rejeitam Jesus. 

Aquele homem queria ir com Jesus no barco, mas o Senhor não permitiu, disse que ele voltasse para sua casa, para com a família dele. Jesus quer que você conte para sua família e para as pessoas próximas a você o que Deus tem feito na sua vida. Jesus não teve raiva daquelas pessoas, mas quis que eles se convertessem através do testemunho daquele homem.

Deus queria que aqueles homens fossem salvos e outros soubessem da história dele. Não haviam meios de comunicação como os de hoje, era necessário que aquele homem ficasse ali para que os outros vissem a glória de Deus. Igualmente, Deus quer manifestar a glória Dele na sua vida, para que todos vejam a glória Dele na sua vida, te quer brilhando a presença de Deus.

Aquele homem voltou e começou a proclamar em sua cidade o que Jesus fez por ele, anunciando a palavra de Deus e todos começaram a se admirar e a acreditar. Assim será com todos nós também. Jesus liberta e desfaz todas as obras do diabo.


Bispo Jorge Pinheiro
Igreja Mundial do Poder de Deus

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!