Últimas Postagens

Não use de más ações

By 11:30



Geazi era o auxiliar do grande profeta Eliseu. Em 2 Reis: 5: 20 em diante, lemos que o moço, homem de Deus, depois dos sete mergulhos de Naamã para ser limpo da lepra, Geazi cresceu os olhos para os presentes que Naamã levou. Eliseu negou todos os presentes e ofertas que Naamã levou, porque ele queria que as pessoas fossem abençoadas e que todos soubessem que havia profeta em Israel.

Naamã não agiu de boa fé ao oferecer presentes a Eliseu, embora Eliseu tenha negado. Geazi, ganancioso, olhou para Naamã, rico, tentou “dar um jeitinho” de pegar algo para si. Ao ver que Geazi corria atrás dele, Naamã desceu em salto do carro e foi ver o que acontecia. Ele logo pensou que tivesse acontecido algo com Eliseu, quando o danado do Geazi queria é suborno.


Mentindo, Geazi, que não era uma pessoa qualquer, usou o nome do profeta para pedir riqueza para ele mesmo. Ele servia o homem de Deus mais importante daquela época, um homem bravo. O moço sabia disso e mentiu sobre chegarem dois filhos de profetas para ganhar prata e roupas de festas. 


Escondido, ele guardou as roupas e o dinheiro que ganhou, agradeceu aos rapazes que Naamã enviou com os itens e, aparentemente, tudo deu certo. Aparentemente. Você precisa entender que Deus não vai amarrar sua mão e te impedir de fazer o mal e tem pessoas que conseguem levar a cabo o mal que intentam fazer. Geazi planejou e executou, conseguiu sucesso na maldade que quis fazer.


Há pessoas que ainda pior, fazem besteiras e acham que Deus é quem ajudou, que não é pecado. Se perguntassem a Geazi se o que ele fez era errado, ele diria que é justo, porque Eliseu não quis, ele pediu, Naamã tem muito e não faria falta. Ele pediu e Naamã deu. Só que a maneira pela qual ele fez para agir e pedir foi errada porque ele mentiu e o pai da mentira é o diabo.


Tudo o que se consegue com mentira não permanece. Mais cedo ou mais tarde, a mentira se volta contra o mentiroso. Tudo o que se consegue com mentira desmorona. Mas Jesus disse que conheceríamos a verdade e a verdade nos libertaria. Ela liberta.

De certo, Naamã foi embora feliz, por acreditar que atendia um pedido de Eliseu. Geazi foi diante de Eliseu, curioso de onde ele estava. Uma mentira puxa a outra, o que começa errado, termina errado. Penso que Geazi nunca imaginaria essa pergunta vinda de Eliseu. De novo, Geazi mentiu que ele não saiu, mas Eliseu já sabia o que Geazi tinha feito.

Deus sempre dá uma oportunidade para a pessoa se livrar do mal. A pergunta, simples, objetiva e óbvia, Deus sempre pergunta para que você reafirme o que você quer. Geazi teve a chance de contar a Eliseu o que ele fez, de se arrepender, reconhecer seu erro e parar. Estava apenas Eliseu e Geazi, ficaria apenas entre eles. 


Por conhecer Eliseu, Geazi tremeu para responder. Imagino mil coisas passando na mente de Geazi e ele sabia que Eliseu era homem de Deus e não era enganável. Mesmo assim, Geazi sustentou a mentira. Deus havia mostrado tudo a Eliseu, que veio triste para Geazi. Eliseu perguntou a Geazi se era o momento para fazer aquilo, porque há momento para tudo na vida. Geazi poderia ter o mesmo se quisesse, apenas não era daquela forma, inapropriada.


A riqueza existe e a prosperidade, Deus quer que você tenha. Mas da maneira certa. Não é mentindo, trapaceando, roubando, enganando. O problema são os olhos, porque quando a pessoa vê e cobiça coisas demais, pode vir a errar. Há maneiras pelas quais podemos ter essas coisas, que Deus permite que o homem seja rico e abençoado. Formas certas.


Eliseu não falou que Geazi não poderia ter, apenas não era a ocasião. O castigo de Geazi foi a lepra que um dia pertenceu a Naamã, para ele e todos os descendentes, para sempre. Se Geazi tivesse dito a verdade, receberia uma repreensão, mas não um castigo de maldição tão pesado.


Quando fazemos o que é correto, ainda que pareça que estamos perdendo, faça o que é certo. Geazi deu uma de esperto e foi isso que a esperteza rendeu a ele. O homem bem-sucedido é o homem de bem, que teme ao Senhor. Provérbios 19: 23 diz que o homem satisfeito no Senhor, que teme a Deus, não é visitado pelo mal.


Não aja com mentira, não engane. Naamã foi enganado e era o braço direito do rei da Síria, um homem bem-sucedido. Você pode até enganar os outros, mas isso não faz você melhor nem mais esperto. Que Geazi sirva de lição, para que temamos agir como os maus exemplos que vemos neste mundo imundo, cheio de coisas erradas. Não vale a pena seguir esses exemplos. Não ceda às tentações, sirva a Deus, seja fiel e honre a Deus com seus bens.



Bispo Jorge Pinheiro
Igreja Mundial do Poder de Deus

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!