Últimas Postagens

Não Reaja Com Maldade ou Violência

By 12:00


Em Mateus 25: 45, Jesus estava no jardim do Getsêmani e estava para ser entregue nas mãos dos pecadores, homens maus que praticariam violência contra Ele, castiga-lo sem ter feito nada errado. Enquanto Ele orava por sua vida, os discípulos dormiam. Infelizmente, muitos também dormem e não o sono de deitar e cochilar, mas de não vigiar, porque os dias que vivemos são dias maus e temos de estar atentos vigilantes em oração.

Essas pessoas foram prender Jesus, que não era violento. Usaram espadas, porretes e foram em grande quantidade porque eram ruins e violentos. Jesus é amor, misericórdia, compaixão, ajudou tanta gente, mas as pessoas avaliam errado aquele que leva a palavra de Deus. Quem estava à frente era Judas. O sinal para saberem a quem prender era um beijo, que normalmente simboliza um ato de amor, de carinho. O diabo tenta deturpar todas as coisas e usou o beijo como um sinal de traição.

Judas era muito falso, saudar a Jesus enquanto na verdade seu coração era maldoso, após receber trinta moedas, pago para entregar ao Senhor, se aproximava como servo Dele. Mesmo sabendo, Jesus chamou a Judas de seu amigo. Os homens se aproximaram e deitaram-se sobre o Senhor, enquanto Pedro sacou a espada e cortou a orelha de um dos agressores.

Jesus sofreu um ato de violência, deitaram a mão em Jesus, mesmo este inocente. Pedro, quando viu aquilo, reagiu com violência como eles. Nós não podemos reagir violentamente contra ninguém, no máximo, chamamos a polícia para deter e que o agressor responda por seus crimes. Nós não podemos ser vingativos, querer fazer justiça com nossas mãos.
Aquele que atenta o mal contra o próximo sofre o mesmo mal contra si. O mundo lá fora é diferente de nós, que não somos do mundo, mas somos de Deus. Jesus repreendeu a Pedro e instruiu que sua prisão e calvário deveria acontecer. A bíblia alerta que muitos que falam da Palavra seriam entregues nas mãos das autoridades e de homens maus para a morte. Jesus ensina o amor, a caridade, não a violência e o mal. 

Depois da prisão de Jesus, os discípulos fugiram e Jesus ficou humanamente sozinho. Era necessário que Ele passasse por aquele momento de tribulação. A fuga dos discípulos nos provam que, nos momentos difíceis, só podemos contar, de verdade, com Deus. Nossa confiança e esperança precisa estar no Senhor, porque ainda que todos nos abandonem, Deus não nos deixará só. 

Temos de dar bom testemunho dessa lição, ter uma reação diferente, não pagar com a mesma moeda, mas agir adequadamente ao nosso papel de Filhos de Deus. Temos de ter o amor de Deus no coração, para procedermos como Jesus diante do mal.

Bispo Jorge Pinheiro
Igreja Mundial do Poder de Deus

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!