Últimas Postagens

Dura de morrer

By 12:30

Os médicos condenaram Irene Cordeiro de Castro, de 53 anos, à morte. "Sofri quinze anos da minha vida com asma, vivia com crises de falta de ar. Cheguei a ser internada quatro vezes no mesmo mês por conta de crises asmáticas fortes. Tomava vários remédios específicos e nenhum resolvia. A doença, que é crônica, não tem cura para a medicina e, com tantas crises, eu sofria paradas e falhas respiratórias longas, que levaram os médicos a acreditarem e avisarem que, a qualquer momento em uma crise, eu morreria".

Irene conheceu a Igreja Mundial do Poder de Deus pela televisão e aceitou a mensagem de fé por ela pregada. "Senti que Jesus poderia alterar isso e que eu não iria morrer. Comecei a clamar a Deus pela minha cura, a beber da água abençoada e vim de minha cidade, Bonfinópolis, Minas Gerais, para São Paulo, receber oração, oito meses atrás. Quando voltei para Minas, refiz exames e os médicos me disseram que eu era dura de morrer, porque não tinha mais nada. Deus me curou".

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!