Últimas Postagens

Drogado e abandonado se converte a Jesus

By 23:21

Até pouco mais de dois anos, Valtemir dos Passos, de 45 anos, não tinha nenhum valor para a sociedade. Usuário de drogas, ele levava uma vida criminosa para poder sustentar o vício. Morador da cidade de Passo Fundo, interior do Rio Grande do Sul, Valtemir acabou se afundando no mundo das drogas e bandidagem. A situação era tão crítica que ele chegou a estar jurado de morte por dívida com traficantes. 

A família já tinha desistido de Valtemir. Ele foi internado em diversas clínicas para dependentes químicos, mas sem solução. O único apoio que ele teve da família foi o incentivo para se suicidar. “Meus familiares me disseram para eu pegar uma corda, entrar no mato e me enforcar”, lembrou. Ao invés de ouvir os familiares, Valtemir saiu de Passo Fundo e foi para o Rio de Janeiro. Lá ficou por algum tempo e se afundou ainda mais nas drogas. Ele próprio não via saída para sua vida.

Ainda no Rio de Janeiro, Valtemir descobriu algo muito terrível. Ele havia sido interditado pela família. Ou seja, Valtemir foi considerado como louco, sem condições de tomar suas próprias decisões. “Essa descoberta, me deixou completamente desorientado. Eu não tinha identidade. Era um nada para as pessoas”, lamentou. Desorientado, cada vez se afundando ainda mais nas drogas, Valtemir saiu do Rio de Janeiro e foi para São Paulo no final de 2012.

Ao andar pelo bairro do Brás, região central da cidade, ele deparou com a Igreja Mundial do Poder de Deus. Ele entrou no templo e sentiu que ali seria a última chance que teria para mudar de vida. “Eu era um mendigo, virei um lixo para o mundo, pior do que um cachorro de rua” desabafou Valtemir. Apesar do sentimento de derrota, Valtemir clamou ao Senhor naquele dia. “Deus, eu não quero morrer, quero viver”, foi a oração de Valtemir naquele momento.

O clamor de Valtemir foi ouvido. Segundo ele, da noite para o dia, sua vida mudou por completo. Toda aquela vontade de usar droga sumiu de repente e ele se viu totalmente liberto da dependência química. Essa libertação foi muito importante, mas era apenas o começo da luta de Valtemir para conseguir de volta sua cidadania cancelando o processo de interdição realizado pela família.

Confiando em Deus, Valtemir voltou para Passo Fundo e foi procurar o mesmo médico que foi o responsável pelo diagnóstico que o interditou. “O médico não acreditou na minha recuperação. Disse que só podia ser um milagre de Deus”, lembrou. Com o novo diagnóstico médico, Valtemir voltou para São Paulo e conseguiu tirar todos seus documentos. Ele disse que se sentiu um cidadão novamente porque não tinha nem carteira de identidade.



Data marcante

Com documentos em mãos, ele pode levar adiante seus planos. O mais importante era o de se casar. Valtemir estava noivo de Silmara Regina, que conheceu na Igreja Mundial. O casamento não podia ser realizado justamente pela falta dos documentos. Resolvido esse problema, o casal marcou a data para o dia 1º de novembro do ano passado. “Foi uma data marcante, principalmente porque foi um dia antes do aniversário do apóstolo Valdemiro Santiago”, recordou.

Liberto das drogas, se sentindo um ser humano novamente e casado, Valtemir passou a servir na casa do Senhor. Não demorou muito e ele foi levantado obreiro. Atualmente, ele trabalha na Central de Oração da sede da Igreja Mundial, no Brás. Sua função é orar pelas pessoas que necessitam de um apoio espiritual.

Acostumado em orar pelos necessitados, ele teve uma experiência marcante. Um irmão que mora no Balneário de Camboriú, em Santa Catarina, estava com câncer. Valtemir orou por ele pelo telefone e o irmão foi curado. Atualmente a família o respeita muito e tem muito orgulho dele. Valtemir disse que se reconciliou com a família e tem tido contato constante com todos. “São as reviravoltas que Deus proporciona na vida das pessoas”, concluiu.

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!