Últimas Postagens

Cura de câncer crônico

By 00:03

Vítima de Leucemia linfocítica crônica e um câncer de mama no seio esquerdo, simultâneos, a moradora de Brasília, Francinete Borgens Barros Rolmo, 57 anos, estava condenada pela medicina. "Não existe cura para leucemia crônica. Eu fui submetida a dezoito quimioterapias em 2012, assim que descoberta a doença, e ainda estaria fazendo sessões, para aliviar a dor como paliativo, até o dia da minha morte, que seria rápida, pelos laudos médicos, pois os linfomas se espalhavam pelo meu corpo. Eu fiquei sem chão".

Ao mesmo tempo em que a enfermidade foi descoberta por Francinete, sua mãe descobriu pela televisão a Igreja Mundial do Poder de Deus. "Eu comecei a atender o chamado dela, que orava comigo pela minha vida. Juntas, buscamos misericórdia de Deus. Cheguei a ser operada para a remoção do câncer de mama e, quando me operaram, quase não encontraram câncer, somente pequenos vestígios. Em pouco tempo depois, fiz os exames pós-operatórios e não havia mais linfoma no meu sangue. Todos os médicos se espantaram. Fui liberada para seguir uma vida normal, com os médicos procurando entender o milagre. Deus me deu vida nova. Removeu a doença e todos os traços dela que havia em mim".

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!