Últimas Postagens

Ex-presidiário conhece a Igreja Mundial e experimenta a verdadeira liberdade

By 11:30

A família é peça importante na vida espiritual de qualquer ser humano, principalmente para aqueles que não veem nenhuma perspectiva de futuro. O pintor Rodrigo da Silva Machado, de 33 anos, teve esse apoio familiar e isso foi primordial para que ele tivesse um encontro com Deus e se livrasse de uma situação difícil em que se encontrava em todas as áreas. A vida de Rodrigo estava tão ruim que ele chegou a pensar em suicídio em algumas ocasiões.

A história difícil de Rodrigo começou há aproximadamente dez anos, quando ele foi preso por assalto. Condenado pela Justiça, o pintor amargou dois anos de prisão. Após cumprir a pena, as dificuldades não acabaram. Não aparecia trabalho e a situação financeira estava muito comprometida. Por mais que Rodrigo se esforçasse, o quadro não mudava. “Nada do que eu fazia, dava certo”, lamentou o pintor, que contou seu testemunho durante uma reunião dirigida pelo bispo ministro Antonio Pereira, ocorrida na Cidade Mundial, bairro do Socorro, Santo Amaro, Zona Sul de São Paulo. 

Foi nesse contexto que a família entrou em ação. José Correia, avô de Rodrigo, frequentava a Igreja Mundial do Poder de Deus, na Vila Missionária, bairro onde mora, localizado na Zona Sul de São Paulo. A mãe de Rodrigo, Maria José, também participava da mesma igreja. Tanto o avô como a mãe sempre aconselhavam Rodrigo a visitar a igreja e buscar uma vida melhor ao lado de Jesus.

Batismo


Rodrigo disse que já assistia a alguns programas da Mundial na televisão e ficava impressionado com os testemunhos. De tanto os familiares insistirem, um dia ele resolveu aceitar o convite para visitar a Igreja. Em pouco tempo Rodrigo já participava assiduamente dos cultos. A partir daí, sua vida começou a mudar consideravelmente. As ofertas de trabalho foram aparecendo, a situação financeira ganhou impulso e o pintor retomou a esperança de um futuro melhor e a alegria de viver.

Casado e pai de uma filha de 11 anos, Rodrigo está há dois anos na Igreja Mundial. Ele reconhece que a família foi primordial em sua conversão. A insistência do avô e da mãe em levá-lo para a igreja foi o que mudou sua vida. Ele disse que está se preparando para se batizar para confirmar de vez sua opção por uma vida ao lado de Deus.

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!