Últimas Postagens

Mulher dividia comida com os cachorros

By 21:41

Maria Terezinha Perini, de 64 anos, levava uma vida financeira muito confortável. Ela possuía dois caminhões e três casas de aluguel. Após descobrir a infidelidade do marido e se separar dele, a situação econômica despencou. Ela perdeu tudo o que tinha e chegou a pedir esmolas. Sua condição de vida era tão precária que ela chegou a pegar comida do seu cachorro para não passar fome.

Depois de se ver na miséria, Maria Terezinha conseguiu ajuda do pai para comprar um pequeno terreno na cidade de Amparo, interior de São Paulo, onde mora. Com muita dificuldade, ela construiu dois cômodos no local. Apesar de ter onde morar, Maria Terezinha não tinha o que comer. Um vizinho possuía um açougue próximo à sua casa, onde fabricava linguiça. No final do dia, ele passava na casa de Maria Terezinha e entregava alguns restos do produto para que ela desse para seu cachorro. Ele avisava que estava um pouco suja porque havia pegado do chão.

Maria Terezinha lavava aquela linguiça e dividia entre ela e o cachorro. Por muito tempo ela se alimentou apenas dos restos de linguiça que o vizinho trazia. Ela disse que não havia outra solução porque não tinha outra coisa para comer. “Eu não dividia a comida com o cachorro, era ele quem dividia seu alimento comigo. Afinal, o açougueiro trazia a linguiça para o cachorro e não para mim”, relatou.

Certo dia, uma vizinha procurou Maria Terezinha em busca de ajuda. Ela havia passado por três enfartes e sua saúde estava muito debilitada. Maria Terezinha tinha o hábito de ouvir rádio e sempre sintonizava nos programas da Igreja Mundial do Poder de Deus. Quando a mulher lhe pediu ajuda, ela sugeriu que ambas visitassem a Igreja Mundial em Amparo. As duas se dirigiram até o endereço divulgado na rádio. Maria Terezinha disse que sua vizinha chegou carregada na igreja e saiu andando, completamente restaurada em sua saúde.

A partir deste dia a vida de Maria Terezinha também começou a melhorar significativamente. Sua aposentadoria, que estava emperrada no INSS, foi liberada e ela conseguiu comprar mais um imóvel que colocou para alugar. Ela se casou novamente e, atualmente, possui seis imóveis de aluguel, um caminhão que o marido usa para transportar produtos para o CEASA de São Paulo, e mais quatro vans utilizadas por seu filho para transporte escolar e excursões.

Ciente que Deus operou grandemente em sua vida, Maria Terezinha não se cansa de agradecer a Deus por ter conhecido a Igreja Mundial oito anos atrás. “Eu passei muita necessidade, mas Deus me restituiu tudo o que perdi e ainda acrescentou muito mais”, declarou. Ela contou seu testemunho durante a inauguração da Igreja Mundial de Pedreira, com o culto ministrado pelo bispo Roberto Santana, que ocorreu no último dia 31 de março. 

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!