Últimas Postagens

Jovem que se automutilava com faca e bebia o próprio sangue é liberta após orações

By 15:00

Quando tinha 12 anos de idade, a estudante L.B. entrou em um profundo estado de depressão. A situação era tão terrível que ela cortava todo o corpo com faca e chupava o próprio sangue. Além disso, L. arrancava pedaços do corpo com as unhas e comia. Durante uma discussão com um colega de sala de aula, a estudante chegou a furar com um lápis a mão do menino. Como nunca houve um caso desses na escola, a professora chamou a mãe, Antônia Alexandra Nascimento, e sugeriu que a menina fosse levada a um psiquiatra.

A mãe seguiu o conselho da professora e a levou ao médico que indicou uma série de remédios muito fortes, mas que não estavam fazendo efeito. L. não conseguia dormir. Ela passava noites em claro. Certa ocasião, Antonia Alexandra entrou no quarto da filha e a flagrou se cortando com faca e com a boca cheia de pano. “Os panos serviam para abafar os seus gritos”, explicou a mãe, que não sabia mais o que fazer. Na família, L. era considerada como louca.

Em uma das poucas noites que L. conseguiu dormir ela teve um sonho que a incomodou muito. Ela disse que sonhou com o apóstolo Valdemiro Santiago, líder máximo da Igreja Mundial do Poder de Deus, mas afirmou que não o conhecia. “Eu nunca tinha visto o apóstolo na minha vida, nem sabia que ele existia”, afirmou. Pouco depois do sonho, sua mãe estava assistindo televisão, e quando estava trocando de canais, parou no programa da Igreja Mundial. Neste dia, o apóstolo estava pregando, e L. levou um susto quando o viu. “Foi com esse homem que eu sonhei”, disse à mãe. Na pregação, o apóstolo olhou direto para L. e disse: “A depressão que você está não é maior do que Deus”.

Apesar da experiência que passou e de ter ficado impressionada, L. continuou com o problema de depressão. As crises continuaram e pioravam cada vez mais. Desesperada e sem ter a quem recorrer, Antônia Alexandra ligou para a Igreja Mundial onde recebeu oração e foi aconselhada a procurar uma igreja mais próxima para participar das reuniões de libertação.

Livre de remédios e depressão:

L. atualmente com 15 anos, disse que não acreditava muito em Deus e nem queria ouvir falar de igreja. A jovem até zombava quando participava dos cultos de libertação. Ela achava que os pastores não passavam de pessoas enganadoras e mentirosas. “Eu me esqueci completamente de Deus, mas Ele não se esqueceu de mim, mas agora em dezembro já vai fazer quase três anos que estou totalmente curada."

Apenas três meses depois de começar a frequentar a Igreja Mundial, L. foi plenamente liberta da depressão. Ela disse que parou de tomar os remédios e afirma que está inteiramente curada. “Deus já me libertou e eu glorifico Seu nome pela obra que Ele fez em minha vida”, completou a jovem, que atualmente ora pelas pessoas e trabalha como obreira há um ano na sede da Igreja Mundial do Poder de Deus em Santo André, município localizado na Região do Grande ABC, em São Paulo, onde moram.

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!