Últimas Postagens

Mulher tentou suicídio por quatro vezes

By 11:36

Na última década do século passado, a depressão foi considerada pela OMS – Organização Mundial da Saúde – como “o mal do século”. Infelizmente essa doença, que é grave, continua predominando no século XXI.
Ter depressão não é apenas sentir tristeza e desânimo; a doença envolve também dores inexplicáveis pelo corpo e alterações no sono e no apetite: algumas pessoas têm insônia enquanto outras dormem demais, e algumas engordam demais enquanto outras emagrecem demais. 
Os médicos alertam ainda que o desejo de suicídio aparece logo no primeiro estágio da doença. As causas não estão totalmente esclarecidas pela medicina, mas a teoria mais aceita é que a depressão resulta de uma disfunção no sistema nervoso central.

É importante ressaltar que a ingestão de álcool e o cigarro aumentam os sintomas da depressão.
Vera Lúcia da Silva, 45 anos, mora em Bonsucesso, subúrbio do Rio, e sofreu de depressão por dois anos.
“Eu vivia atormentada e tentei o suicídio por quatro vezes. Sempre procurava ajudar outras pessoas, mas eu mesma precisava ajuda. Cheguei a tomar 13 comprimidos por dia! Os médicos que me assistiam não tinham uma solução para o meu caso e resolveram me internar em um hospital psiquiátrico. Fiquei por um tempo fazendo uso de medicações de tarja preta e outros remédios controlados. Quando tive alta hospitalar, continuei fazendo uso deles. Minha casa parecia uma farmácia. Conheci a Igreja Mundial do Poder de Deus através de uma amiga, Tânia, que contava os milagres que presenciava neste ministério, e isto chamou a minha atenção. Então, comecei a participar das reuniões e das campanhas”, contou ela.

Como não conseguia controlar as lágrimas de emoção, o bispo Josivaldo Batista chamou ao altar o esposo de Vera Lúcia, para que ele terminasse de contar o testemunho, sem saber que ele também fazia parte da transformação que o Senhor Jesus operou na vida dela: o casal tinha apenas uma semana de casamento. 
“Ainda estamos em lua-de-mel”, brincou Antônio Luiz de Souza, 72 anos, que confirmou o quanto a esposa sofreu.
“Esses medicamentos que estão no chão do altar, e as oitos bolsas de remédios que deixamos em casa, por não conseguirmos trazer de tão pesadas, sem contar o que já jogamos no lixo, são a prova do quanto a minha esposa era doente”, finalizou Antônio.


“Vocês estão vendo isso? Ela não só ficou curada como também se casou!”, exclamou o bispo Josivaldo Batista. 
Maria da Penha de Oliveira, 59 anos, mora no bairro de Icaraí, em Niterói, e testemunhou que também foi curada de depressão.
“Durante vários meses pensei em suicídio, pois a minha vida não tinha sentido. Eu tinha síndrome do pânico, tomava remédios, fazia terapia e acompanhamento com psicólogo, mas tudo que aconteceu foi que gastei muito dinheiro e não vi resultado. Quando vi, através do programa na televisão, os milagres que acontecem na Igreja Mundial do Poder de Deus, resolvi buscar a minha cura, e o Senhor Jesus não me desamparou. Graças a Ele estou curada!”, exclamou.

VEJA TAMBÉM

0 comentários

Críticas construtivas serão sempre aceitas, mas comentários com palavrões/chingamentos serão automaticamente excluídos!